Os avanços tecnológicos têm permitido às empresas executarem suas operações de forma muito mais simples, rápida e segura. No segmento bancário, não é diferente.

Hoje há o acesso a diversas melhorias, como o internet banking, a possibilidade de resolver inúmeras questões diretamente via aplicativos sem a necessidade de ir presencialmente às agências, dentre outros.

Uma das melhorias recentes é a Nova Plataforma de Cobrança desenvolvida e implantada no setor pela FEBRABAN.

Suas mudanças trazem inúmeras facilidades para o seu negócio e, neste artigo, você conhecerá quais são as principais novidades e os maiores benefícios desse novo sistema que muda sensivelmente o relacionamento entre empresas, clientes e bancos!

O que é o boleto registrado?

A FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos), que é a entidade mais representativa do segmento bancário no Brasil, definiu que alguns boletos não registrados não poderiam mais ser liquidados pelos bancos desde Janeiro de 2018.

Todos os boletos com valor superior à R$ 400,00 já estão inseridos na Nova Plataforma de Cobrança (NPC) e, até Novembro de 2018, as faturas de qualquer valor também devem migrar, concluindo a operação.

Apesar de as informações serem amplamente divulgadas, ainda existe muita dúvida a respeito do assunto. É importante ficar claro que a NPC foi instituída com o intuito de promover maior segurança para as operações, reduzindo a possibilidade de fraudes, além de outros benefícios. Então, sua implantação se faz necessária, mesmo que eventuais dificuldades possam surgir nesse início.

Os antigos boletos sem registro não eram referenciados pelas instituições bancárias. Assim, o banco só passava a ter ciência da existência da transação quando o documento era quitado na rede.

Então, a principal diferença na comparação com os boletos registrados é que esses passam a constar no sistema desde o momento de sua emissão, podendo então ser rastreados e permitindo, por exemplo, a cobrança em caso de inadimplência.

Quais as principais mudanças trazidas pela Nova Plataforma de Cobrança?

A Nova Plataforma de Cobrança vem para melhorar o processo de emissão e pagamento de boletos.

A partir de sua obrigatoriedade, todos os dados dos títulos de cobrança passam a ser registrados em uma central, o que propicia muito mais segurança e controle a todos os envolvidos, tanto clientes pagadores, empresas que são destinatárias dos valores pagos e bancos que intermedeiam as operações.

O novo sistema moderniza o fluxo de informações entre as instituições financeiras, promovendo a troca 100% online de dados. Com isso, um boleto emitido por qualquer banco pode ser validado na base centralizadora mesmo antes de sua liquidação, o que previne quanto ao risco de pagamentos incorretos, fraudes e outros erros.

Para que um boleto seja validado é necessário haver o registro dos títulos nos bancos emissores e esses devem enviar as informações para o centralizador. Ou seja, todas as informações dos documentos precisam ser encaminhadas pelo beneficiário para registro no banco emissor, antes de repassá-lo à parte que fará a quitação.

Isso traz uma mudança importante no processo. Como a cobrança passa a constar no sistema bancário, caso seja necessária alguma alteração no boleto, como trocar o prazo de vencimento ou mesmo cancelá-lo, passa a ser exigida a comunicação do fato ao banco emissor.

O boleto com registro apresenta como desvantagem o fato de ser mais caro. Além disso, após a data de vencimento, eles só podiam ser quitados no banco emissor. Com as mudanças na Nova Plataforma de Cobrança implantadas pela FEBRABAN, a partir do dia 27/10/18 (segundo o cronograma atual), todos os boletos registrados poderão ser pagos em qualquer banco, independentemente do valor.

Com isso, os bancos menores também poderão competir nesse mercado, favorecendo a concorrência e diminuindo os custos para micro e pequenos empresários. Quando a quitação precisava ocorrer apenas no banco emissor, muitos empreendedores optavam pelas grandes redes para facilitar a vida dos clientes.

Plataforma Boleto Febraban

Quais os principais benefícios da NPC?

Com as mudanças promovidas pela Nova Plataforma de Cobrança, principalmente os empresários que têm grande parte de seu faturamento por meio de vendas online, podem vivenciar diversos benefícios. É importante lembrar que o boleto bancário é o segundo principal meio de pagamento nesse tipo de comércio, ficando atrás apenas dos cartões de crédito.

O novo processo oferece maior transparência para o mercado e para os entes envolvidos nas transações, apesar de alguns empresários estarem manifestando preocupação com os impactos financeiros dos custos da operação.

Ainda assim, é importante ressaltar que, segundo pesquisa da E-commerce Brasil em conjunto com o SEBRAE, 75% dos clientes escolhem o boleto bancário em virtude das baixas taxas que incidem sobre essa opção, que são absorvidas pelas empresas. Além disso, a NPC traz vantagens tais como:

1 – Aumenta a facilidade para fazer os pagamentos

Como dito, as novas resoluções da FEBRABAN trazem a possibilidade de que os boletos registrados possam ser pagos em qualquer banco, mesmo quando já superado o prazo de vencimento.

2 – Oferece operações mais seguras

A pessoa responsável pela quitação do boleto passa a ter acesso aos dados do título de cobrança e daquele que seja beneficiado pela operação antes de efetuar o pagamento.

Isso aumenta o controle e reduz a quantidade de pagamentos indevidos ou incorretos.

3 – Melhora as possibilidades de cobrança

Agora, com os boletos registrados, fica mais fácil controlar os títulos em atraso. Além disso, as instruções de protesto e multa podem constar no próprio documento, o que contribui decisivamente para a redução da inadimplência.

4 – Permite o gerenciamento das operações online

Todas as informações a respeito da sua carteira de boletos registrados passam a estar disponíveis para consulta e controle diretamente nas plataformas de internet banking dos bancos.

Sem dúvidas, a Nova Plataforma de Cobrança vem para modernizar o sistema de relacionamento entre empresas, clientes e bancos.

Ao mudar a forma como os boletos são registrados e gerenciados, todos os envolvidos passam a contar com mais segurança e transparência nas operações, além de trazer vantagens como a redução da inadimplência, e de dar mais opções para a quitação dos títulos.

Achou que este conteúdo foi relevante para você? Compartilhe com seus amigos em suas redes sociais e continue nos acompanhando!