A transformação digital veio para ficar. O mercado está cada vez mais competitivo, o e-commerce cresce a um ritmo acelerado e os consumidores estão mais exigentes do que nunca. Em um cenário como esse, só se mantém aqueles que conseguem oferecer uma excelente experiência de compra.

Portanto, ter uma loja virtual já não é o suficiente. O empreendedor que quer se destacar precisa inovar, entrar em um marketplace e pensar no impacto que cada etapa do processo de compra gera em seus clientes.

Você quer que sua loja se destaque nesse mercado? Então, continue a leitura e anote estas dicas!

Mas o que é marketplace?

O marketplace é um modelo de negócio que começou a aparecer no Brasil lá pelo ano de 2012. De lá para cá, ele tem crescido e se tornado uma das melhores opções para quem quer começar a fazer vendas online.

Essa plataforma funciona como um shopping center virtual. Ao pesquisar por um produto, o consumidor tem acesso uma variedade de lojas e pode fazer sua escolha baseando-se no preço, frete, tempo de entrega, avaliações sobre o vendedor, entre outros critérios.

Como melhorar a experiência de compra do cliente?

O cliente moderno é empoderado. Ele tem mais acesso às informações, mais tecnologia ao seu lado e o mais importante: no ambiente virtual, o consumidor pode simplesmente ir para outra loja se não gostar da experiência que está tendo.

Para garantir que você não perca clientes por causa disso, separamos algumas dicas. Confira!

Dê preferência para plataformas mais ágeis

Na internet, velocidade é tudo. Ninguém tem paciência para ficar esperando o carregamento de um site. Então, dê preferência para plataformas de marketplace mais ágeis, que garantem um bom carregamento de dados em qualquer horário.

Antes de fechar negócio e iniciar uma parceria, tente navegar pelas lojas e veja se em algum momento o site trava ou apresenta lentidão.

Considere a responsividade

Além disso, o marketplace precisa ser flexível e se adaptar aos diferentes dispositivos (isso é chamado de responsividade), principalmente os celulares. De acordo com o levantamento do IBGE feito em 2016, 94,2% dos brasileiros usam os smartphones como principal meio de acesso à internet.

Então, dê uma atenção especial a esse detalhe. Provavelmente a maioria dos seus clientes entrará em sua loja por meio desse dispositivo.

Construa uma navegação intuitiva

Uma das coisas mais importantes para qualquer site é a navegação intuitiva. Toda a arquitetura do ambiente virtual deve favorecer a utilização do site, facilitando a localização de informações e gerando uma experiência de acesso mais fluida.

É importante organizar os produtos, manter uma ordem coerente de apresentação. A mais comum é: imagem primeiro, depois o nome do produto e, por fim, o preço. O menu deve ficar na parte superior da loja e as resenhas e comentários devem aparecer após as informações técnicas da mercadoria.

Tenha um sistema de buscas eficiente

Somado a isso, sua loja precisa ter um sistema de buscas eficiente. Grande parte dos consumidores entrarão em seu e-commerce, verão alguns produtos e se lembrarão de algo que queriam comprar. Nessa hora, eles vão recorrer à ferramenta de pesquisa.

Caso ela não mostre o resultado exato do que foi pesquisado ou apresente itens complementares, você pode perder a venda e o cliente.

Use imagens de alta qualidade

No ambiente virtual, os consumidores são dependentes das informações disponibilizadas. Eles têm acesso ao que o produto oferece e suas características apenas de quatro maneiras: descrição técnica, vídeos demonstrativos, resenhas dos usuários e imagens.

Então, coloque fotos com boa resolução, mostrando os detalhes da mercadoria. Dê foco para partes que geram dúvida nos clientes, como botões, conexões, voltagem, tamanho etc.

Além de ajudarem a sanar alguns questionamentos das pessoas, boas imagens atraem a atenção dos consumidores e aumentam a taxa de cliques nos produtos.

Deixe espaço para a avaliação dos usuários

Sabe aquela clássica indicação boca a boca que sempre garantiu muitos clientes no comércio tradicional? Pois é! Ela também existe no e-commerce, mas com um formato diferente.

Nas lojas virtuais, a decisão de compra dos consumidores é muito influenciada pelas avaliações das pessoas que já adquiriram o produto. Inclusive, alguns clientes só fazem o pagamento se houverem comentários positivos.

Logo, é fundamental reservar um espaço para que as pessoas deixem a sua opinião. Isso vai garantir uma experiência de compra mais tranquila, facilitando o processo de tomada de decisão dos consumidores.

Mostre seu estoque

Poucas coisas são tão desagradáveis quanto comprar um produto, pagar por ele e depois receber uma mensagem ou ligação, avisando que o estoque acabou. Isso gera insatisfação, quebra a expectativa do cliente e dá muito trabalho para ressarcir a pessoa ou trocar o produto por outro.

Entretanto, é possível fugir dessa situação de um jeito muito simples: defina um limite de itens a serem vendidos. Além disso, coloque um contador de produtos em estoque para que as pessoas possam acompanhar.

Deixe os botões de suporte visíveis

O processo de compra no e-commerce é feito de maneira individual. A pessoa faz tudo sozinha: da seleção dos produtos até o pagamento.

Durante as etapas, o cliente pode ficar com alguma dúvida. Caso isso aconteça, é importante que ele consiga visualizar um botão de ajuda. Assim, o consumidor recorre ao suporte e garante que não errará na compra.

Esse cuidado ajuda a melhorar a experiência de consumo, dando mais segurança para a pessoa, mas também evita que você perca a oportunidade de venda.

Garanta um checkout simples e transparente

De acordo com o relatório do E-commerce Radar sobre o 1° semestre de 2018, aproximadamente 80% das pessoas abandona o carrinho de compras nas lojas virtuais.

Os motivos para isso acontecer são vários: frete acima do esperado, cupom promocional expirado, opções de pagamento insatisfatórias, entre outros. Por isso, o checkout (tela de pagamento) deve ser o mais transparente e direto possível.

É preciso mostrar as informações que o cliente quer saber. Isso traz credibilidade para a sua loja e evita confusões.

Além de seguir todas essas dicas, você também precisa fazer pesquisas sobre o público do seu negócio constantemente. Esse processo ajuda a direcionar as ações, melhorar o layout da loja, oferecer melhores produtos e garantir uma experiência de compra excelente.

Que tal continuarmos essa discussão aqui nos comentários? Nos diga o que tem sido feito em seu e-commerce e quais medidas você implementou para agradar seus clientes!