Independentemente do seu negócio estar indo muito bem ou passando por dificuldades, trabalhar no sentido de ter uma estratégia de cobrança confiável é essencial para manter o fluxo de caixa sempre positivo. Ao tomar algumas medidas, você pode criar estratégias de cobrança simplificadas, de modo a garantir que as suas vendas resultem em entradas efetivas de capital, aliviando as preocupações sobre como lidar com pagamentos atrasados.

Confira neste artigo 6 estratégias de cobrança que você pode implementar para melhorar a gestão financeira na sua empresa!

Por que ter boas estratégias de cobrança é tão importante?

O processo de cobrança de dívidas é essencial para expandir seus negócios. É comum que alguns empresários acreditem que umas empresas têm mais sorte de ter clientes que são bons pagadores, mas isso não está relacionado à sorte!

Quando seus clientes têm débitos em aberto, sua empresa envia uma fatura e espera receber o pagamento até a data de vencimento. No entanto, sabemos que na prática isso nem sempre acontece.

É usual haver certo percentual de inadimplentes, mas você não precisa simplesmente cancelar seus débitos, imaginando que nunca vai receber aquele dinheiro. Sua empresa precisa fazer algo antes disso.

Se os consumidores percebem que você não tem nenhuma estratégia de cobrança, há uma tendência de que o negócio se torne insolvente no longo prazo — e o número de pessoas que compra a prazo e não paga tende a aumentar.

Em alguns mercados, é praticamente impossível sobreviver sem vender a prazo. Devido às práticas dos concorrentes e das características de consumo, a venda com utilização do serviço ou recebimento do produto de imediato e o pagamento a posteriori pode ser praticamente obrigatória.

Se isso é uma premissa do seu negócio, não adianta simplesmente decidir não vender mais a prazo, pois você corre um risco muito grande de estagnar as vendas. Nesse sentido, ter uma boa estratégia de cobrança é imprescindível.

Como fazer para ter práticas de cobrança mais eficiente?

É preciso evitar — ou ao menos reduzir — a inadimplência, e isso é algo que deve ser perseguido continuamente na rotina de operações do negócio. Para conseguir fazer isso, você pode adotar as seguintes estratégias:

1. Mude sua abordagem

Antigamente, era comum basear os processos de cobrança em medo e pânico, ameaçando “sujar” o nome do consumidor inadimplente. Hoje sabemos que esse tipo de contato não ajuda em nada no pagamento das contas.

Pesquisas mostram que problemas financeiros podem causar depressão, ansiedade e outros transtornos nos consumidores. Algumas pessoas usam mecanismos de enfrentamento insalubres para lidar com o estresse, muitas vezes negando que exista um problema. O cliente simplesmente não consegue lidar com isso e, consequentemente, não realiza o pagamento.

Uma estratégia de cobrança de dívidas mais humanizada pode ajudar você a conseguir obter dinheiro. Em vez de intimidar, ameaçar ou repreender seus clientes, mostre que você entende os problemas e que está disposto a trabalhar com eles.

2. Trabalhe com dados precisos

Quando você não tem informações precisas para avaliar o comportamento dos seus clientes, fica mais difícil cobrar suas dívidas. A tecnologia é uma grande aliada na gestão desse processo.

Se você está com dificuldades para cobrar as dívidas, talvez seja necessário entender melhor o perfil de quem compra de você antes mesmo de o negócio ser fechado. É um cliente recorrente? Já atrasou faturas outras vezes?

Manter dados a respeito dos padrões de consumo dos seus clientes é uma das principais formas de fazer vendas mais seguras no que diz respeito à efetivação dos pagamentos a prazo.

3. Localize devedores difíceis de encontrar

Uma boa alternativa é buscar parceiros especializados em obter informações de contato atualizadas para seus devedores mais difíceis de localizar. Existem empresas dedicadas a manter bancos de dados de informações de consumidores e comerciais, permitindo que você localize devedores indevidos, faça contato e receba dívidas não pagas.

Essa já é uma estratégia de um nível mais profundo, que deve ser utilizada com devedores que você tentou cobrar uma ou duas vezes — mas certamente tem um custo mais alto e precisa ser avaliada para saber se deve ou não ser adotada.

4. Ofereça mais opções de pagamento

Muitas vezes o consumidor que está inadimplente reconhece sua dívida e quer pagá-la, mas não tem condições. Nesses casos, é recomendável que você seja flexível e dê a ele algumas alternativas para que consiga fazer o pagamento.

Aumentar o prazo, reestruturar o fluxo de pagamentos ou mesmo retirar as taxas e os juros incidentes podem ser boas formas de conseguir receber a maior parte da dívida e, muitas vezes, de fazer com que aquele consumidor volte a comprar.

5. Use um sistema estruturado de cobrança

Principalmente em pequenas empresas, é comum observar que as cobranças não sejam feitas de forma correta por falta de sistematizar as informações. Há controles ineficientes feitos em planilhas ou até manualmente, o que dificulta a organização das informações e, consequentemente, torna o processo de cobrança ineficiente e impreciso.

Buscar uma solução para gerenciar seus processos de cobrança de maneira mais racional pode ser a melhor estratégia para otimizar seus recebimentos.

6. Seja rápido

Quando você se organiza e mantém as informações dos débitos sempre atualizadas e disponíveis para que a equipe faça a cobrança, sua empresa certamente poderá fazer os contatos o mais breve possível.

É recomendável o envio de alertas de que o cliente tem faturas a vencer, de uma forma respeitosa e propositiva, antes mesmo do vencimento das faturas.

Também é possível oferecer vantagens para o pagamento antecipado, como descontos em outros produtos. Isso permite a criação de um relacionamento saudável com seus consumidores e aumenta a probabilidade de que ele não se torne inadimplente.

Implantar boas estratégias de cobrança pode ser fundamental para garantir o sucesso do seu negócio. Quando o número de inadimplentes é muito alto e você não consegue receber, suas operações se comprometem e fica muito difícil manter o fluxo de caixa positivo. Rapidamente, sua empresa se torna insolvente e começa a enfrentar problemas para manter o funcionamento. O quanto antes você conseguir melhorar os processos de cobrança, melhor.

Gostou deste conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais — LinkedIn, Facebook e Instagram — e fique sempre por dentro das novidades!